Estrutura tem ajudado os árbitros nas avaliações físicas

São Paulo, SP, 06/04 - Os árbitros que estão fazendo as avaliações físicas no Complexo Esportivo Nicolino de Lucca, em Jundiaí, estão se beneficiando da estrutura do local e também das montadas pelo Sindicato dos árbitros de futebol de São Paulo, o SAFESP, e da Federação Paulista de Futebol. A FPF ficou responsável pelos instrutores, que estavam em número de seis, Felipe, Guilherme, Fabiano, Chico, Ricardo e Diego e pela locação do espaço, que sem dúvida é um dos melhores para a prática das avaliações físicas.

"É uma pista e boas condições. A estrutura é boa para o árbitro. O piso da pista é bom, ele é nivelado, bom para a prática do atletismo, ou seja, não é desgastado, não são placas e não tem nenhum tipo de imperfeição. Na verdade ele é muito bom para o teste e para as pessoas que treinam aqui também.Esse piso para o árbitro fazer o teste é o mais indicado porque tem estrutura e equipamento para isso", falou Chico Morgado que complementou.

"A Federação Paulista é uma das poucas federações da União que tem uma fotocelula e nós temos o privilégio de ter duas, o que permite a precisão numa tomada de provas de velocidade e agilidade. Em termos de equipamentos para aplicação do teste, a Federação Paulista é uma das mais preparadas para aplicá-los", finalizou.

Clique aqui e confira a matéria de vídeo exibida na TV SAFESP

Como aconteceu a semana toda, o SAFESP providenciou sua tenda com o massagista Dirceu, além das frutas. O presidente Arthur Alves Júnior tem acompanhado de perto todos os dias de avaliações e participa ativamente sempre dando força para os árbitros antes do início de suas baterias de testes, falou da estrutura montada pela entidade.

"SAFESP no quarto dia de avaliações físicas. Temos aqui nossa estrutura com um massagista à disposição e as frutas para os árbitros. Tudo isso para dar um apoio ao nosso associado. O SAFESP presente e o presidente do Sindicato está aqui todos os dias junto com seu associado, onde ele pode num contato pessoal dizer o que pensa, o que quer e sugestões. Nada disso seria possível sem a sua contribuição da anuidade", falou o mandatário do SAFESP

Nos treinos os árbitros cumpriram suas metas e se esforçaram bastante para conquistá-las. Foram tiros de 30 metros com uso de velocidade e de de 75 metros intervalados em um número especificado de voltas para as competições. Já os assistentes, tanto masculino como feminino, também suaram a camisa para alcançarem ao sucesso. Com toda a estrutura a favor, restou aos árbitros a incumbência de estar bem treinados para não serem reprovados.
 

"Quando realizamos o teste físico, temos que estar preparados tanto fisicamente como psicológicamente e desfrutar desta pista de alto nível que só depende de nós para estar realizando o teste e ficar apto para iniciar os campeonatos da Segunda Divisão, Copa Paulista e o campeonato de base", falou Clayton de Oliveira Dutra.

"Eu procuro aproveitar da melhor maneira possível toda essa estrutura tanto do Sindicato como da Federação, esse pilar físico, pilar mental, então eu procuro aproveitar e fazer meus treinamento em minha cidade, sempre mantendo contato para a gente chegar aqui tranquilo e ter um bom resultado no teste", falou José Guilherme Almeida e Souza.

"O Centro aqui oferece uma pista boa, de qualidade, onde a gente pode exercer nosso treinos e o teste. A gente tem que se dedicar, é treino, não podemos parar. E no decorrer da temporada temos que estar sempre treinando. Treinou é só vir aqui e fazer o teste como um treino", falou.



ENQUETE

Árbitro de Futebol, Prestador de Serviço Autonômo, o que NECESSITA melhorar no exercicio de nossa profissão ?

SEGURANÇA
TAXAS, DIARIAS, PASSAGENS , RECOLHIMENTOS DO INSS
CONDIÇÕES DE TRABALHO (CAMPO DE JOGO, VESTIARIOS , UNIFORMES )
ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE JOGO
Resultados

TEMPO