Associado do SAFESP vai apitar pela Federação Paraibana em 2019

São Paulo, SP, 07/01 – O árbitro paulista e associado do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (na foto abaixo em pré-temporada da arbitragem do futebol paraibano), vai apitar a temporada 2019 pelo Quadro Paraibano de Futebol. Convidado pelos representantes da arbitragem  daquele estado após não poder continuar apitando em São Paulo por ter atingido o limite de idade exigido pela Federação Paulista, Marcelo aceitou prontamente, já que seguirá no Quadro nacional, porém, agora defendendo a arbitragem paraibana.

Clique aqui e veja a Galeria de Fotos da apresentação de Marcelo Aparecido

Ao atingir os 45 anos Marcelo teve que deixar o Quadro Paulista, mas esta é a única Federação que está exigindo este limite. Todas as demais seguem outros padrões, o que facilita para aqueles que ainda trabalham em alto nível. Para o presidente do SAFESP, Arthur Alves Júnior, Marcelo vai fazer bem para a arbitragem paraibana, que ainda se recupera de escândalos de arbitragens deflagrados pela Polícia Federal que gerou até a intervenção no comando do futebol daquele Estado. A estreia de Marcelo aconteceu na semana passada, quando apitou o amistoso entre Botafogo (PB) e Serrano (PB), no estádio Amigão, em João Pessoa (PB) e contou com o auxílio  de Flávia Renally e Rafael Guedes nas assistências e Clécio carvalho como quarto árbitro (foto abaixo do quarteto).


“Acredito que ambos os lados saíram vencedores. O Marcelo porque além de um dos melhores árbitros do País, vai poder dar sequência à sua carreira no Quadro Nacional. Já o futebol paraibano vai ganhar a experiência de uma pessoa humilde, de excelente caráter e que dispensa comentários pelo seu trabalho. Com ele os árbitros mais novos da Paraíba vão conseguir aprender bastante e ganhar rodagem para no futuro se tornarem destaques na arbitragem brasileira’, falou o mandatário do SAFESP.

Mudanças
Indicado pela CBF, Arthur Alves Júnior se tornou o Diretor de Arbitragem interino da intervenção na Federação Paraibana e de lá para cá só trouxe benefícios para o Estado. Depois de praticamente remontar toda a estrutura local, no início do ano passou a exigir uma documentação inédita para os paraibanos, apesar de ser praxe nos demais estados, a atual comissão abriu edital para recebimento de inscrição dos árbitros para atuarem como prestadores de serviços autônomos nas partidas profissionais e amadoras da FPF. Para se inscrever e prestar serviços, o árbitro teve que comprovar o famoso 'nada consta' em processos cíveis e criminais e não ter nome no cadastro do SPC/SERASA entre outras exigências.

Arthur buscou parceria com o sindicato local, conseguiu aumento real de taxas de arbitragem e organizou uma pré-temporada de três dias com todo o novo quadro, oportunidade em que os pilares físico, técnico, psicológico e social estão sendo trabalhados. Estando sempre respaldado pela entidade maior do futebol brasileiro, a CBF, que desde a interdição não mediu esforços em resgatar a credibilidade do futebol local, inclusive em áreas como departamento técnico, de competições e de registro, o departamento de arbitragem recebeu material e incentivo e por conta deste apoio, está realizou de 04 a 06 de janeiro a pré-temporada com sessenta árbitros e assistentes visando o Campeonato Estadual que começa a partir do próximo dia 12.



ENQUETE

Árbitro de Futebol, Prestador de Serviço Autonômo, o que NECESSITA melhorar no exercicio de nossa profissão ?

SEGURANÇA
TAXAS, DIARIAS, PASSAGENS , RECOLHIMENTOS DO INSS
CONDIÇÕES DE TRABALHO (CAMPO DE JOGO, VESTIARIOS , UNIFORMES )
ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE JOGO
Resultados

TEMPO