Presidente do SAFESP repudia palavras do presidente do Atlético-PR

São Paulo, SP 30/09 - Mais uma vez um árbitro que pertence ao Quadro Nacional é atacado com palavras fortes e descabidas por um presidente de clube que disputa o Campeonato Brasileiro da Série A. O presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP), Arthur Alves Júnior, novamente vem a público através do site oficial da entidade paulista defender um árbitro que no exercício de seu trabalho é atacado de forma desleal por um presidente de clube, caso do presidente do Atlético Paranaense, Luiz Sallim Emed.

Após o jogo em que o Atlético perdeu para o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro, com um gol de pênalti marcado as 48 minutos do segundo tempo, o presidente do clube paranaense, Luiz Sallim Emed, fez severas criticas ao árbitro do jogo Caio Max Augusto Vieira, do Rio Grande do Norte, quando disse que "eu coloco em dúvida a honestidade dele. É impossível, não dá para aceitar" se referindo ao árbitro potiguar. Indignado o mandatário do SAFESP, que também é Secretário Geral da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (ANAF), coloca a seguinte nota de repúdio.

"Repudiamos de todas as formas possíveis o que fez o presidente do Atlético Paranaense. Reclamar da arbitragem por sofrer um gol nos acréscimos a gente até entende por estar de cabeça quente. Mas não podemos aceitar de forma alguma ele colocar em xeque a honestidade de um árbitro de futebol. Defendo todo e qualquer árbitro, pois sei que são íntegros e se erram não é por vontade própria", falou Arthur Alves Júnior que complementou.

"Gostaria de saber se ele iria ficar calado se alguém também colocasse em xeque sua honestidade. Tenho certeza que ele não é unanimidade em seu clube ou em sua vida. Sempre existe alguém que discorda de suas atitudes e até de uma atitude como esta. Uma pessoa sensata jamais colocaria da forma que ele colocou a situação da arbitragem. Não podemos aceitar este tipo de coisa. Por mais calmo que ele tenha tentado explanar suas ideias, ele não poderia de forma alguma atacar a arbitragem da forma que atacou", finalizou.

Entrevista
Luiz Sallim Emed estava inconformado com a derrota de seu time e após o término do jogo, em entrevista ao canal de esportes de assinatura, SporTV, atacou de forma vil a arbitragem de Caio Max Augusto Vieira, reclamando de tudo que aconteceu, chegando até dizer que era impossível um árbitro daquela qualidade apitar uma partida do nível de Atlético e Santos (ambas as equipes fazem campanha de recuperação na competição, inclusive próximas à zona do rebaixamento). Além disso, atacou os dirigentes da arbitragem brasileira e também os dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), questionando a forma que foi eleito o atual presidente da entidade nacional e também ex-presidentes, alegando que ele estão presos caracterizando desonestidade na casa do futebol brasileiro. Também falou que vai fazer reclamação por escrito, mas sabe que de nada vai adiantar pois entende que nada será feito, também colocando em dúvida a lealdade dos responsáveis pela justiça no futebol brasileiro, afinal quando se faz uma reclamação ela é analisada e julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do futebol brasileiro..



ENQUETE

Árbitro de Futebol, Prestador de Serviço Autonômo, o que NECESSITA melhorar no exercicio de nossa profissão ?

SEGURANÇA
TAXAS, DIARIAS, PASSAGENS , RECOLHIMENTOS DO INSS
CONDIÇÕES DE TRABALHO (CAMPO DE JOGO, VESTIARIOS , UNIFORMES )
ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE JOGO
Resultados

TEMPO