São Paulo só empata na estreia do Campeonato Brasileiro de Árbitros

São Paulo, SP, 08/12 - Teve início nesta tarde de sexta-feira, 12, no estádio Alfredo Shuring, a Fazendinha, do Corinthians, o Campeonato Brasileiro de Árbitros de Futebol. Após eliminatórias em várias regiões do País, as seleções de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Pará, Santa Catarina e Bahia chegaram a fase final da competição. Na primeira partida, São Paulo e Minas empataram, por 1 a 1, com um gol em cada tempo da partida. O jogo foi pra lá de disputado, podendo até ser considerado chato por tanta reclamação dos atletas/árbitros, tanto que foram distribuídos 10 cartões amarelos - oito para os mineiros - e dois para os paulistas, e ainda um vermelho, para São Paulo. O placar foi mais comemorado por São Paulo, que com um jogador a menos desde o meio do primeiro tempo, Pato Roco foi expulso conquistou um ponto importantíssimo na competição.

O jogo
A partida começou equilibrada com muitas jogadas ríspidas por parte das duas equipes que pouco criavam em campo. No primeiro grande momento do jogo São Paulo abriu o placar. Pato Roco cobrou falta ada esquerda e depois de viajar toda a área sem ninguém cortar, a bola sobrou para Givanildo que desviou para o canto alto esquerdo do goleiro mineiro e fez 1 a 0 São Paulo.

Depois disso o jogo seguiu quente e aos 29 minutos, após lançamento na área paulista e dividida entre um atacante mineiro e o goleiro Juba, ficou pior para o paulista que se machucou e teve que deixar o campo. Isso foi ruim para os paulistas, já que o time não tinha goleiro reserva e o lateral Léo Sampaio foi para o gol. Para quem esperava que as coisas ficariam mais fáceis para os mineiros, se equivocaram. No primeiro lance, um chute forte de fora da área, Léo fez grande defesa e mandou para escanteio. Depois disso mais nada aconteceu e mesmo a partida ter sete minutos de acréscimos, os paulistas terminaram em vantagem.

Segundo tempo
O time mineiro voltou para a segunda etapa determinada a empatar e virar o jogo, enquanto São Paulo, com inferioridade numérica, jogou para se defender e garantir o resultado.  Foi um verdadeiro bombardeio em cima de Léo, que fez quatro grandes defesas sensacionais e estava garantindo o resultado.

Mas de tanto tentar, o time mineiro acabou tirando a injustiça do placar e aos 31 minutos empatou a partida. Em lance parecido com falta batida da esquerda para o meio da área, Léo tentou socar e a bola, mas a sobra fixou para um atacante de Minas que empatou a partida.

Mais tranquilo em campo, Minas foi para cima e só não desempatou porque Léo fez um milagre num chute a queima roupa dentro da pequena área. Antes ainda do final o lateral esquerdo Júnior ficou livre para marcar dentro da pequena área, mas chutou por cima. E o último lance de perigo da partida ainda foi dos mineiros. Nos acréscimos, Jonathan se aproveitou de bola erguida na área e bateu no canto esquerdo de Léo. Ela explodiu na trave e foi para fora. Final, empate entre paulistas e mineiros.

Na próxima rodada São Paulo enfrenta Santa Catarina e Minas joga contra o Distrito Federal. As partidas acontecem ambas o estádio da Portuguesa, o Canindé.

São Paulo
Gonzaga; Léo Sampaio, Giroto, Paulo Nogueira e Humberto Júnior; Matheus, Gabriel Pato Roco, Rísser e Márcio Dias; Givanildo e Fernando Afonso.
Técnico: Arthur Alves Júnior

Minas Gerais
Kerson (Lucas Felipe); Gabriel, Diego, Túlio e Júnior; André, Wladimir, Raphael Hoeinstein (Júnior Rodrigues), Jonathan; Honório (Alexandre) e Marcílio
Técnico: Ronaldo

Árbitro: Marcelo Rotoli Pereira
Assistente 01: Fabiano Paulo da Silva
Assistente 02: Suelen Mayara Moreira de Lima
Quarto Árbitro: Everton Araújo de Oliveira



ENQUETE

Árbitro de Futebol, Prestador de Serviço Autonômo, o que NECESSITA melhorar no exercicio de nossa profissão ?

SEGURANÇA
TAXAS, DIARIAS, PASSAGENS , RECOLHIMENTOS DO INSS
CONDIÇÕES DE TRABALHO (CAMPO DE JOGO, VESTIARIOS , UNIFORMES )
ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE JOGO
Resultados

TEMPO