SAFESP esteve presente em mais um teste físico da FPF

São Paulo, SP, 17/06 - O presidente do SAFESP, Arthur Alves Júnior, representando a entidade, esteve presente em mais um teste de avaliação física definido pela Comissão de Arbitragem do futebol paulista. Neste sábado, 16, no Complexo Esportivo Nicolino de Lucca, em Jundiaí, árbitros e assistentes que não conseguiram aprovação no último teste e alunos da Escola de Árbitros da Federação Paulista, ficaram a manhã e a parte da tarde se esforçando para conquistar o êxito e voltar às escalas de arbitargem dos campeonatos organizados pela FPF. Presente no teste, o presidente do SAFESP parabenizou seus associados por mais esta conquista.

"O Sindicato dos árbitros presente na avaliação fisíca da Federação Paulista. Nossa equipe com o massagista Dirceu, o colaborador Gilmar Alves, Toninho que nos fornece as frutas, estamos aqui neste sábado de muito frio acompanhando os nossos associados. A vocês, parabéns pela dedicação, parabéns pelo empenho e vamos em frente", falou o mandatário do SAFESP.

Clique aqui e veja o vídeo da TV SAFESP

Clique aqui e veja a galeria de fotos dos Testes Físicos da FPF

Como de costume os testes seguiram as mesmas orientações técnicas que são definidas pela Confederação Brasileira de Futebol. Os instrutores Francisco Antônio Brás Morgado e Felipe Biazoto foram os responsávelis pela aplicação dos testes, que teve pouco índice de reprovação. Tanto árbitros como assistentes cumpriram bem seus papéis e se garantiram por mais um tempo nas escalas das competições da FPF. Ao final, os árbitros comemoraram a vitória e falaram das dificuldades e alegria por passar no teste.

"A Sensação é de tirar o peso das costas, controlar a ansiedade. Não via a hora e fazer logo este teste para passar esta etapa e agradecer a todos os familiares e amigos que torceram para a gente. E só esperar as próximas escalas agora e aproveitar da melhor maneira possível. O Sindicato tem ajudado muito a gente tanto na parte da alimentação quanto no suporte médico e isso é muito importante para a gente fazer com mais tranquilidade o teste e passar cem por cento não deixando nenhuma dúvida", falou o árbitro Renan Carvalho de Faria.

"Uma sensação primeiro de dever cumprido. A gente que é árbitro vive o nosso dia a dia pensando em arbitragem. No nosso treino, nossa alimentação, nosso repouso a gente tá pensando na arbitragem, tá pensando no final de semana se está escalado. E o teste físico nada mais é do que se colocar à disposição, estar habilitado. Então quando a gente passa no teste físico tem a sensação de dever cumprido. Parecido com a sensação de pós jogo, quando você acaba de fazer um jogo e deu tudo certo e vem aquela sensação gostosa de dever cumprido e é essa a sensação que estou sentindo neste momento. A gente se sente amparado quando vê toda esta estrutura montada e ter acesso à um alimento para quem vem de longe, uma fruta, uma barra de cereal, um suco, um massagista, o pessoal da ambulância à disposição, você se sente amparado. Não sei nem como seria se não tivesse. A gente se sente amparado", falou Márcio Roberto Soares.

Os últimos testes foram realizados para os assistentes, que também tiveram pouca reprova e à exemplo dos árbitros sobrou comemoração.

"O fato de poder estar treinando, poder estar buscando a cada teste cumprir o que é solicitado pelo comando e saber que a gente fez nosso papel aqui e Deus abençoou mais uma vez e saber que estamos aptos para continuar fazer o trabalho que a gente faz com tanto amor, carinho e dedicação. O psicológico é a parte mais importante. O fato de você estar treinado, fazer simulados, isso faz com que você esteja preparado fisicamente para o teste". Psicologicamente tem toda a sobrecarga da possibilidade estar fora das escalas. Então você trabalhando bem a sua cabeça e fazendo sua parte, deixando na mão de Deus a coisa acontece naturalmente" explicou Anderson José de Moraes Coelho.

Sobre o SAFESP e a FPF, Anderson também falou e agradeceu a estrutura colocada à disposição no Teste.

"O apoio das entidades faz toda a diferença para o nosso êxito. A gente precisa deste suporte, toda a logística que é essencial para que cheguemos aqui e façamos um excelente trabalho. E a qualidade da pista onde temos que fazer o teste, faz toda a diferença", finalizou.



ENQUETE

Árbitro de Futebol, Prestador de Serviço Autonômo, o que NECESSITA melhorar no exercicio de nossa profissão ?

SEGURANÇA
TAXAS, DIARIAS, PASSAGENS , RECOLHIMENTOS DO INSS
CONDIÇÕES DE TRABALHO (CAMPO DE JOGO, VESTIARIOS , UNIFORMES )
ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE JOGO
Resultados

TEMPO